Menu
Faça já o seu pedido > >

Existem simuladores de transferência crédito habitação?

A transferência crédito habitação é uma das operações financeiras que poucos portugueses conhecem. No entanto, é uma das que pode resultar numa poupança significativa.

O crédito habitação é um dos financiamentos mais longos, podendo estender-se durante 30 ou 40 anos.

E tal como todos sabemos, durante este período muito pode mudar nos mercados financeiros. Isto significa que as taxas e spreads do crédito podem alterar-se significativamente.

Não está a perceber onde queremos chegar? Então continue a leitura.

Transferência crédito habitação: A mudança que pode resultar numa grande poupança

Antes de explicarmos tudo ao pormenor é importante detalharmos esta operação financeira.

A transferência crédito habitação trata-se de uma modificação das condições iniciais que foram contratadas. É basicamente mover o empréstimo de um banco para outro.

Existem muitos bancos que fazem campanhas associadas a esta transferência, tornando ainda mais apelativa a mudança para os consumidores.

Apesar de ser uma alteração trabalhosa, é sem dúvida acompanhada de muitas vantagens. Tal como já referimos anteriormente as condições do empréstimo podem ser mais favoráveis resultando numa poupança.

Os benefícios principais deste processo financeiro são:

  • Melhoria do spread;
  • Alteração da taxa (pode passar de fixa para variável ou vice-versa);
  • Estipular novos prazos de amortização;
  • Condições de vinculação e seguros mais vantajosos.

Existem simuladores para esta transferência?

Claro que sim! Os simuladores já se tornaram nos melhores amigos dos consumidores, e as entidades financeiras rapidamente perceberam que é uma ferramenta que devem disponibilizar para grande parte dos empréstimos.

Por isso, vários bancos e financeiras têm no seu site um simulador rápido e muito simples de trabalhar.

Em grande parte deste tipo de simuladores são pedidas as seguintes informações:

  • Capital em dívida;
  • Rendimento líquido do agregado familiar;
  • Taxa de juro (spread e Euribor);
  • Prestações a pagar (meses).

Através destas informações o simulador consegue apresentar-lhe os dados mais comuns da nova proposta, sendo eles a prestação mensal e todas as taxas de juro.

Será que vale sempre a pena fazer a transferência crédito habitação?

É importante perceber que se tem um crédito habitação há pouco tempo, como por exemplo 5 anos, pode não ser vantajoso fazer a mudança.

Isto porque os mercados financeiros podem não ter sofrido alterações significativas que impactem seriamente o seu caso.

Mas, se fez o seu contrato há 10 anos ou mais, podem estar a ser cobradas taxas muito superiores às da atualidade.

O importante é simular e acima de tudo perceber se a operação realmente vale a pena. Isto porque poderão ser cobrados outros serviços, como por exemplo:

  • Comissão de dossier;
  • Comissão de avaliação;
  • Despesas a pagar na outra instituição onde tem o seu crédito habitação a decorrer;
  • Comissão de amortização antecipada e o respetivo Imposto do Selo;
  • Distrate;
  • Declaração de capital em dívida.

No entanto, existem muitos bancos que suportam estes custos para conseguirem atrair mais clientes.

Ou seja, se já fez simulações e percebeu que realmente compensa prosseguir com a transferência, aconselhamos a esperar por uma campanha.

Desta forma, poderá ficar isento de pagar algumas das operações acima referidas, o que irá resultar numa poupança ainda maior.

A transferência crédito habitação pode realmente ser uma mais-valia! Analise a sua situação e tente perceber se é a melhor opção.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.