Menu
Faça já o seu pedido > >

Como fazer crédito para carro usado

Certamente comprar um carro faz parte dos projetos de muitas pessoas em 2021. Ter um veículo próprio de facto garante mais comodidade e conforto para se deslocar. Porém, é importante relembrar que pode optar por um carro em segunda mão e mesmo assim pode pedir um crédito para carro usado.

Com o cenário que estamos a viver, os transportes públicos tornaram-se num ambiente de risco de contaminação do vírus da Covid-19. Contudo, adquirir um carro está fora da realidade de muitos. Nesses casos, o melhor é recorrer a um crédito para carros em segunda mão.

Mas será que todos os bancos financiam automóveis usados? Quais costumam ser as condições desta modalidade de crédito? A resposta para estas e outras questões estão todas no artigo, não perca!

Crédito para carro usado: Tudo o que precisa saber

Podemos definir um crédito automóvel como uma modalidade de financiamento cuja finalidade é a aquisição de um veículo, podendo este ser novo ou usado. Sobre estes contratos, podemos diferenciá-los em duas categorias: com ou sem reserva de propriedade.

Nos contratos com reserva de propriedade, os bancos reservam o direito sobre a posse do veículo até à liquidação do empréstimo. Ou seja, caso o cliente entre em incumprimento, o banco poderá retirar o automóvel.

Já em contratos de crédito automóvel sem reserva de propriedade, o veículo pertence ao devedor desde o primeiro dia. Esta é a modalidade mais comum quando falamos em crédito para carro usado.

Os bancos costumam abster-se da reserva de propriedade em relação a veículos usados. Isto acontece porque geralmente é difícil avaliar o valor real do mercado de viaturas em segunda mão.

Dessa forma, a alternativa viável para financiar o veículo é recorrer a um crédito pessoal com finalidade automóvel. Podendo, inclusive, financiar a 100% e sem a necessidade de entrada ou capital próprio.

No fim de contas, esta acaba por ser uma opção com muitas vantagens para o consumidor. A única consideração a fazer é em relação à taxa de juros, que naturalmente nestas condições costuma ser mais alta.

Os contratos costumam ser flexíveis em relação ao prazo de reembolso e não é assim tão difícil conseguir a aprovação deste tipo de crédito.

Isso não quer dizer que não precisa ter um bom histórico e taxa de esforço. Apesar da menor rigidez na análise do perfil do consumidor, estes ainda são fatores relevantes que os bancos consideram para conceder o crédito para automóvel usado.

Como contratar o crédito para carro usado?

Para contratar o crédito automóvel, será necessário reunir alguns documentos, os quais incluem:

  • Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte
  • Comprovativo de residência
  • Último recibo de vencimento
  • Comprovativo de rendimentos: última Declaração de IRS para trabalhadores por conta de outrem e por conta própria. Ou Declaração de IRS e Comprovativo de Segurança Social para pensionistas
  • Comprovativo de IBAN (que pode ser retirado através de uma caixa multibanco, via homebanking ou ainda consultado através do último extrato bancário)

Antes de fechar o contrato é importante observar e comparar as taxas TAEG e também o MTIC para encontrar a proposta mais adequada ao seu bolso.

A taxa de juros praticada nestes contratos geralmente é da modalidade fixa, ou seja, mantém-se inalterada durante a vigência. Isso permite organizar melhor o orçamento para pagar as prestações.

Ainda deve certificar-se das boas condições do veículo. Faça um teste ao automóvel, solicite uma vistoria, e também consulte a desvalorização do mesmo no mercado para não ter grandes prejuízos quando chegar o momento de revendê-lo.

Agora que já conhece as principais informações sobre como fazer um crédito para carro usado, comece a planear as finanças. Faça pesquisas e simulações para começar 2021 com o seu próprio veículo!

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.