Menu
Faça já o seu pedido > >

5 dicas para certificar-se que obtém o melhor crédito habitação

O crédito habitação é um recurso muito utilizado por aqueles que desejam concretizar o sonho de comprar casa. Mas, apesar do financiamento possibilitar a realização deste objetivo, é preciso ter alguns cuidados.

Isso porque se trata de um contrato de longa duração que envolve um montante considerável. Portanto, é preciso ter atenção para fechar o melhor negócio.

Para ajudar nesta missão que pode parecer impossível, trazemos as principais dicas para certificar-se que obtém o melhor crédito.

Crédito habitação: Garanta o melhor com estas 5 dicas

O crédito habitação fará parte da sua vida por longos anos e irá comprometer parte do seu orçamento familiar durante o período de vigência do contrato.

Garantir que possui as melhores condições é importante para evitar complicações financeiras e no futuro acabar endividado.

Tendo em conta alguns fatores essenciais, é possível se certificar de que obtém o melhor.

1 – Spread

O primeiro elemento a analisar é o spread, que reflete o risco da operação de acordo com a avaliação do banco. Apesar de os bancos trabalharem com um valor base para esta taxa, o valor real é definido caso a caso.

Ou seja, a depender do risco da operação (possibilidade de incumprimento), o spread pode ser alterado. Portanto, para garantir que o seu contrato é vantajoso, o ideal é procurar a menor taxa base de spread.

2 – TAEG (Taxa Anual Efetiva Global)

A TAEG é considerada uma das principais componentes deste tipo de crédito. Isso porque esta taxa reflete não só os juros, mas também outros custos associados ao empréstimo. Como por exemplo, comissões, despesas com impostos, seguros...

Por isso, também vai impactar diretamente no valor final da prestação. Garantir que obtém o melhor crédito é garantir que o seu contrato possui também a menor TAEG.

3 – O quanto do seu orçamento será comprometido

Durante todo o contrato de crédito habitação terá de cumprir mensalmente com o pagamento das prestações. Quanto menor for comprometido da sua renda familiar, melhor.

Inclusive, este é um fator analisado pelos próprios bancos antes de conceder o empréstimo, chamado de taxa de esforço.

Apesar de muitos bancos aceitarem um limite de até 40%, em geral o recomendado é que fique entre os 30% e 35% para reduzir o risco de incumprimento.

4 - Faça muitas simulações

Muitas vezes a pressa para se obter o crédito impede que seja feita uma pesquisa comparativa para encontrar as melhores condições.

Hoje em dia existem diversas ferramentas de simulação disponíveis que permitem comparar taxas, valores de prestação e prazos oferecidos por diversas instituições financeiras.

Fazer muitas simulações é imprescindível para se certificar de que obtém o melhor crédito habitação.

5 – Cuidado com as bonificações

Muitos bancos concedem uma bonificação do spread sempre que os titulares aceitam as vendas associadas de outros produtos. Estes produtos podem ser cartões de crédito ou seguros, por exemplo.

Nestes casos, havendo redução do spread, o banco deve expressamente apresentar ao cliente uma TAEG que traduza esta redução.

Apesar de num primeiro momento parecer muito vantajoso, tenha atenção. Isto porque os produtos associados podem acarretar em custos extras, como taxas de anuidade por exemplo.

Portanto, faça os cálculos e certifique-se que o spread e TAEG reduzidos irão compensar os gastos extras com os produtos associados.

Estas são as dicas mais importantes para garantir que o seu contrato de crédito habitação é o mais vantajoso. Esteja sempre atento a estas condições e faça um bom negócio!

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.